Alkmin compromete-se com redução de impostos

S O PAULO, 17 de agosto de 2010 - O candidato do PSDB ao Governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse hoje que, se eleito, reduzirá a carga tributária no Estado. No entanto, ele não pontuou onde seriam feitos os cortes. "Há uma série de cadeias que estamos analisando, mas ainda não há nada definido", disse.

O candidato destacou a criação da nota fiscal paulista. "Nós criamos a nota fiscal paulista, que já devolveu R$ 3 bilhões aos consumidores e tem mais de 8 milhões de usuários cadastrados. Essa é uma forma de reduzir a carga tributária", afirmou.

O candidato pelo PP, Celso Russomanno, acusou Alckmin de fazer "propaganda enganosa" da nota fiscal paulista. "É preciso informar ao consumidor que 90% dos itens encontrados no supermercado não recebem o retorno fiscal. O governo omite isso", afirmou.

Alckmin, por sua vez, considerou que além de gerar o retorno fiscal no caso de alguns produtos, a nova nota vai contra a sonegação e permite ao consumidor participar de sorteios, mesmo no caso da nota ser referente a um produto que não oferece o retorno fiscal. Ele acrescentou que pretende expandir os produtos que possibilitam esse retorno. As declarações foram feitas durante debate realizado hoje pelo Universo Online (UOL) e a Folha de S. Paulo.

(Carina Urbanin - Agência IN)