Alckmin deve pedido de desculpas aos jovens,diz Mercadante

S O PAULO, 17 de agosto de 2010 - O candidato do PT ao Governo de São Paulo, Aloizio Mercadante, disse hoje que seu concorrente pelo PSDB, Geraldo Alckmin, deveria pedir desculpas à juventude paulista, "que tem seu futuro comprometido", por causa da péssima qualidade do ensino público oferecido no Estado, após 16 anos do partido Tucano no poder. "Há uma geração de jovens com futuro comprometido pela falta de um projeto educacional", disse Mercadante. "Eles criaram a exclusão social", acrescentou Celso Russomanno, candidato pelo PP.

"Vocês são lentos, perderam a perspectiva de crescimento do País. Só foram rápidos para instalar pedágio, cerca de 40 por dia", ressaltou Mercadante.

O candidato petista acusou ainda o PSDB de ter privatizado a educação no Estado. "Vocês adoram privatização. E isso é o que aconteceu aqui, só tem acesso à educação quem pode pagar colégio particular", disse, acrescentando que nas instituições públicas de qualidade como a Universidade de São Paulo (USP) ou as Faculdades de Tecnologias (Fatecs), só entram alunos que saíram da escola particular.

Alckmin, por sua vez, disse que as acusações feitas por Mercadante não são verdadeiras. Ele afirmou que mais de 70% dos alunos nas Fatecs e Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) são de escolas públicas. "Criamos mecanismos para facilitar a entrada destes alunos em boas instituições públicas", explicou.

Ele ainda destacou que o estado de São Paulo é o que mais investe em educação no País. "30% da nossa receita corrente líquida é destinada à educação, enquanto o governo federal recomenda investimentos de 25%". O candidato reiterou que, se eleito, aumentará o reforço escolar nas férias e criará o "Via rápida", para facilitar o acesso dos estudantes ao mercado de trabalho.

As declarações foram feitas durante debate realizado hoje pelo Universo Online (UOL) e a Folha de S. Paulo.

(Carina Urbanin - Agência IN)