Serasa: risco de inadimplência cresce no 2º trimestre

Portal Terra

SÃO PAULO - A qualidade de crédito do consumidor caiu 0,3% no segundo trimestre, comparado com os três primeiros meses do ano, aumentando o risco de inadimplência, informou a Serasa Experian nesta segunda-feira. O indicador da entidade - que aponta possibilidade de dívidas não honradas à medida em que cai a qualidade do crédito - atingiu o valor de 80,3, ante 80,5 no primeiro trimestre.

As regiões Sul e Sudeste do país foram as únicas a ficar acima da média, com 85 e 80,4, respectivamente, no segundo trimestre, enquanto o Norte marcou 76,5.

Em relação ao primeiro trimestre, Norte e Nordeste tiveram as maiores quedas na qualidade do crédito (1,9% e 1,2%, respectivamente), enquanto Sul e Sudeste apresentaram elevação de 0,2% e 0,5%, segundo a Serasa.

Quem ganha até R$ 500 mensais teve a pior qualidade de crédito no período, de 75,7 pontos no indicador da Serasa, ao contrário da classe com renda mensal acima de R$ 10 mil, com 94 pontos no índice.

De acordo com a Serasa, as únicas faixas salariais que tiveram crédito melhor no segundo trimestre foram de entre R$ 500 e R$ 1 mil (1,2%) e de entre R$ 1 mil e 2 mil (1,6%).