Sabesp anuncia universalização de serviços

SÃO PAULO, 23 de julho de 2010 - O Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Saneamento e Energia, e a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), entregaram nesta sexta-feira, conjunto de obras que permite a universalização dos serviços de saneamento em todas as 83 cidades operadas pela Sabesp por meio da Unidade de Negócio Baixo Tietê e Grande, com sede em Lins. Serão beneficiados pela universalização cerca de 700 mil habitantes das regiões noroeste, nordeste e centro-oeste do estado.

Além de melhoria na saúde e qualidade de vida da população, as obras representam grandes avanços para a preservação do meio ambiente, com a despoluição das bacias dos rios Turvo Grande, Tietê Batalha e São José dos Dourados.

O evento, que inaugurou todas as obras distribuídas em diferentes cidades e distritos, aconteceu em Lins.

Foram entregues 10 estações de tratamento de esgotos nas seguintes cidades: Orindiúva, Catiguá, Monte Alto, Fernando Prestes, Palmares Paulista, Cardoso, Santa Ernestina, Rubiácea (Distrito de Caramuru), General Salgado (Distrito de São Luiz do Japiúba) e Ouroeste (Distrito de Arabá).

O governo entregou ainda nove sistemas de abastecimento de água nas cidades de Novo Horizonte, Ouroeste, Riolândia, Orindiúva, Mira Estrela, Jales, Nova Luzitânia, Valentim Gentil e Lins.

Também foram lançadas mais três estações de tratamento de esgotos, beneficiando as cidades de Nhandeara, Cardoso (Distrito de São João do Marinheiro) e Nova Granada (Distrito de Mangaratu).

Ao todo, as obras entregues e lançadas representam R$ 32,6 milhões de investimentos da Sabesp para a região.

A Sabesp opera em 366 dos 645 municípios do Estado. As cidades estão agrupadas por Unidades de Negócio. A Unidade de Negócio Baixo Tietê e Grande é a primeira a atingir a universalização em todas as cidades operadas.

A universalização dos serviços em todas as cidades operadas é prioridade da Sabesp e para atingi-la a empresa está intensificando seus investimentos. Em 2009 a empresa investiu R$ 1,8 bilhão. O investimento realizado entre 2007 e 2009 foi de R$ 4,5 bilhões. Com isso, o índice de atendimento em abastecimento de água foi mantido no nível de universalização, a coleta de esgoto subiu para 80% e o tratamento do esgoto coletado alcançou 75%. A meta da Sabesp é atingir a universalização em todas as cidades até 2018.

(Redação - Agência IN)