Receita da Claro cresce 3,5% no 2º trimestre

SÃO PAULO, 23 de julho de 2010 - A Claro somou quase 47 milhões no Brasil, 15% acima do 2º trimestre de 2009. Segundo a América Móvil, que controla a operadora, a receita líquida total da operadora foi de R$ 2,9 bilhões, 3,5% acima em comparação ao mesmo período de 2009, estimulada pelos serviços de valor agregado, que ampliaram 44,1% em relação ao mesmo período de 2009.

O Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 762 milhões, 4,9% a mais com relação ao mesmo período de 2009 e a margem ficou em 26,3%, aumento de 0,4 % comparado ao mesmo trimestre do ano anterior. O Ebtida acumulado do semestre ampliou 28,9%, acréscimo de 2,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

No fim do mês passado, a Claro tinha 46,9 milhões de assinantes, número 15,8% acima em comparação com o mesmo período de 2010. A operadora conquistou 1,3 milhão de clientes no 2º trimestre de 2010 e sua participação de mercado é de 25,3%. As adições líquidas tiveram um incremento de 46,7% em relação ao 2º trimestre de 2009.

De abril a junho deste ano, a América Móvil atingiu 211,3 milhões de clientes em telefonia móvel nos 18 países americanos nos quais atua, com 4,9 milhões novos assinantes. A receita total do trimestre foi de 100,9 bilhões de pesos, 11,9% acima comparado com o 2º trimestre de 2009.

No 1º semestre a receita total da América Móvil ficou em 200 bilhões de pesos, 10,9% a mais com relação ao mesmo período do ano passado.

O Ebitda foi de 42 bilhões de pesos, 9,4% acima do mesmo período de 2009. A margem foi de 41,6% da receita total no trimestre. Já o lucro operacional (EBIT) foi de 28,9 bilhões de pesos no 2º trimestre, 5,8% a mais comparado com o mesmo período de 2009. O lucro líquido foi de 18,7 bilhões de pesos no período.

(Redação - Agência IN)