Prêmios dos DIs abrem sem tendência única

SÃO PAULO, 23 de julho de 2010 - Os prêmios dos contratos de Depósito Interfinanceiro (DI) iniciam o dia sem tendência definida. Na BM&FBovespa, há pouco o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2011 projetava juro de 10,89%, mesmo do ajuste anterior. Janeiro de 2012 apontava taxa anual de 11,56%, contra 11,53% do fechamento de ontem.

Em dia de agenda doméstica fraca, os investidores avalima o resultado do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) que registrou deflação de 0,14% na semana de 22 de julho, com retração de 0,01 ponto percentual ante a apuração anterior, segundo informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Esta foi a segunda desaceleração consecutiva do índice no mês de julho de 2010.

Nos EUA, sem agenda econômica nesta manhã, destaque para os balanços da Ford, Mcdonalds, Verizon e Honeywell.

Vale ressaltar que todas as movimentações dos players globais, nesta sexta-feira, vão se basear, principalmente, nos testes de estresse dos bancos europeus, cuja divulgação dos resultados está prevista para as 13h (de Brasília). Nos últimos dois dias os mercados financeiros passaram a antecipar e embutir nos preços dos ativos a expectativa de que, a exemplo do ocorrido em maio do ano passado nos Estados Unidos, os resultados dos testes sejam positivos para o sentimento dos investidores.

(Maria de Lourdes Chagas - Agência IN)