CNM recomenda revisão de benefícios do Bolsa-Família

SÃO PAULO, 22 de julho de 2010 - A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) informou hoje que 936,4 mil famílias precisam atualizar o Cadastro Único (CadÚnico) com informações sobre renda mensal, endereço e quantidade de pessoas que formam o grupo familiar. A CNM lançou hoje alerta aos gestores para que esta revisão do Programa Bolsa Família seja feita até o dia 31 de outubro.

Os beneficiados pelo Programa devem procurar a prefeitura para informar qualquer alteração ou para simplesmente confirmar os dados no CadÚnico. Caso essa atualização não ocorra, as famílias terão o benefício bloqueado após o dia 31 de outubro e ganham uma nova oportunidade de atualização até o dia 31 de dezembro. Após esta data, a bolsa, até então bloqueada, será cancelada.

E mais uma vez, Municípios são acionados para evitar que as famílias percam o benefício. Gestores municipais recebem a lista das famílias que devem passar pela atualização para visitá-las. Enquanto isso, elas são orientadas por meio de avisos em extratos bancários a também procurar o setor responsável pelo Bolsa Família na prefeitura.

A revisão cadastral deve ocorrer a cada dois anos. Ela serve para verificar se as famílias estão ou não dentro das regras para o recebimento do auxílio. Mesmo aqueles que não tenham alterado nenhuma informação devem fazer a confirmação dos dados no Cadastro Único.

No período de janeiro e maio deste ano, 215.585 cadastros (18%) foram atualizados. Ao todo são 1,1 milhão de beneficiados. Na primeira fase deste trabalho de revisão, em 2009, 709.904 bolsas foram canceladas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome por falta de atualização.

(Redação - Agência IN)