Exportações de eletrônicos crescem 6,8% em maio

SÃO PAULO, 25 de junho de 2010 - As exportações de produtos elétricos e eletrônicos somaram US$ 688,8 milhões, no mês de maio de 2010, apontando o melhor resultado deste ano.

Verifica-se que nos últimos dois meses as exportações apontaram crescimentos mais significativos em relação aos mesmos períodos do ano passado, porém ainda permanecem abaixo dos resultados obtidos em 2008, de acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira pela a Associação Brasileira de Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee).

Em relação a maio de 2009, o incremento foi de 14,7%, com crescimento em seis das oito áreas do setor.

Ainda nesta comparação, as exportações de bens de Utilidades Domésticas (+41,7%) foram as que apontaram a maior taxa de incremento, com destaque para a expansão de 64% nas vendas externas de refrigeradores, que somaram US$ 20 milhões, em maio/2010.

Em seguida vieram as exportações de Componentes Elétricos e Eletrônicos e de Materiais Elétricos de Instalação, cujos incrementos foram de 25,5% e 28,4%. A área de Componentes contou com o destaque dos itens de eletrônica embarcada, cujas vendas totalizaram US$ 72 milhões, um acréscimo de 45% em relação a maio de 2009.

No caso de Material Elétrico de Instalação, o destaque ficou para o aumento de 70% nas exportações de interruptores, seccionadores e comutadores.

Por outro lado, as quedas das exportações de bens de GTD - Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica (-3,7%) e de Informática (-22,6%) sofreram influência, respectivamente, das retrações de 9% nas vendas externas de transformadores e de 36% de máquinas para processamento de dados.

(Redação - Agência IN)