Comissão Nuclear diz que não vai suspender Angra 3

SÃO PAULO, 25 de junho de 2010 - O presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen), Odair Gonçalves, disse hoje que não pretende suspender as obras de construção da Usina Nuclear Angra 3, conforme recomendação do Ministério Público Federal (MPF) em Angra dos Reis. "A gente não vai suspender [a obra]. A gente vai recorrer, obviamente", disse.

Segundo Gonçalves, a apresentação de uma análise probabilística de segurança e acidentes severos do empreendimento constitui apenas uma sugestão da Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea), e não uma recomendação obrigatória, como teria entendido o MPF em Angra. "A tradução foi mal feita. Ela [Aiea] não diz que é para fazer ou que [a análise] é fundamental. Ela simplesmente sugere que se faça isso".

Ele explicou que como já existem cálculos para outras usinas, a Cnen tem plena clareza dessa questão. "Então, nós vamos entrar com recurso contra isso". A Cnen vai responder ao Ministério Público. "A gente tem que explicar, faz parte da transparência. Mas, a gente absolutamente não concorda com isso", disse.

Odair Gonçalves confirmou ter autorizado a realização de estudo probabilístico de segurança e acidentes severos de Angra 3, que está sendo conduzido pela Eletronuclear. O presidente da Cnen esclareceu, contudo, que "isso não impacta a construção da usina. A obra continua, sem dúvida nenhuma". As informações são da Agência Brasil.

(Redação - Agência IN)