Trabalhadores têm até dia 30 para sacar abono salarial

SÃO PAULO, 24 de junho de 2010 - O prazo para os trabalhadores que têm direito a sacar o Abono Salarial do exercício 2009/2010 se encerra na próxima quarta-feira (30). Para alertar os beneficiários que têm dinheiro a sacar um salário mínimo (R$ 510), o Ministro do Trabalho e Emprego telefonou na manhã desta quinta-feira (24) para três trabalhadores identificados e que ainda não sacaram o benefício.

Mais de 706 mil trabalhadores ainda não buscaram seu benefício. A estimativa é de que ainda sejam pagos mais de R$ 360 milhões com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

"Muitos trabalhadores mudam de endereço e não informam, por isso não recebem o comunicado dizendo que têm direito a sacar o Abono, que é garantido por Lei. Espero que a gente consiga avisar a todas as pessoas que trabalharam em 2008 por pelo menos 30 dias, ganhando até dois salários mínimos, que têm direito a receber esse salário extra".

Paulo Agostinho de Queiroz, de Uberlândia, Minas Gerais, foi um dos trabalhadores que recebeu a ligação do ministro. "Eu sei que tenho direito ao Abono e que tenho que ir sacar, mas ainda não tive tempo. Trabalho há 10 anos na mesma firma e eles sempre avisam. Retiro todo ano. Vou na Caixa para poder pegar esse dinheiro", conta.

Já Auriluce Alves Rabelo, de Ceilândia, em Brasília, não sabia que tinha direito ao benefício. "Trabalhei sim em 2008, mas não sabia que tinha o Abono para receber. Nunca me avisaram. Vou me informar para poder sacar".

Podem receber o Abono Salarial trabalhadores cadastrados no Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Púbico (PASEP) há pelo menos cinco anos, que tenham trabalhado com carteira assinada pelo menos 30 dias do ano-base (2008) de pagamento e tenham recebido em média dois salários mínimos de remuneração mensal neste período. Além disso, tem que ser informado corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Para sacar o benefício, o trabalhador deve procurar uma agência da Caixa, no caso do PIS, ou Banco do Brasil, no caso do PASEP e apresentar um comprovante de inscrição do PIS/PASEP.

(Redação - Agência IN)