Pontualidade de pagamentos da MPEs atinge 95,2% em maio

SÃO PAULO, 24 de junho de 2010 - A pontualidade de pagamentos das micros e pequenas empresas atingiu, em maio de 2010, o valor de 95,2%. Ou seja, de cada 1000 pagamentos efetuados durante o mês passado, 952 foram quitados à vista ou com no máximo sete dias de atraso. Este é o maior valor do indicador desde janeiro de 2006, ano em que se inicia a série histórica, igualando ao patamar verificado em dezembro de 2009 (95,2%), de acordo com o indicador Serasa Experian.

Cabe lembrar que, sazonalmente, os níveis de pontualidade dos pagamentos durante o segundo semestre tendem a ser superiores aos do primeiro semestre dado que o dinamismo econômico é maior na segunda metade do ano em razão do Natal.

Na composição setorial, os setores de serviços (95,5% de pontualidade) e o de somércio (95,1% de pontualidade) ultrapassaram o setor industrial (95,0%) em termos de pontualidade de pagamentos durante o mês de maio.

O maior dinamismo do mercado doméstico, vis-à-vis o cenário externo, tem favorecido os segmentos econômicos que, predominantemente, atendem o mercado consumidor nacional contribuindo para melhorar, mais que proporcionalmente aos demais segmentos, seus respectivos níveis de pontualidade de pagamentos, observam os economistas da Serasa Experian.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a pontualidade dos pagamentos das micro e pequenas empresas tende a se manter elevada ao longo dos próximos meses, em patamares acima dos registrados nos anos anteriores, dado que, apesar da desaceleração esperada, a economia brasileira ainda conseguirá sustentar uma boa taxa de crescimento ao longo do ano de 2010, favorecendo as condições de solvência das micro e pequenas empresas, especialmente daquelas mais focadas ao atendimento do mercado doméstico.

(Redação - Agência IN)