Mesmo com dados negativos, bolsas europeias sobem

SÃO PAULO, 15 de junho de 2010 - Os principais índices acionários europeus fecharam a terça-feira em alta, apesar de dados negativos da economia da Europa, como a queda do sentimento econômico na zona do euro e na Alemanha.

Ao final do pregão, o índice FTSE-100, de Londres, subiu 0,30%, aos 5.217 pontos, o DAX, de Frankfurt, ganhou 0,82%, aos 6.175 pontos e o CAC-40, de Paris, teve valorização de 0,98%, aos 3.661 pontos.

O índice de sentimento econômico da zona do euro caiu 18,8 pontos em junho, totalizando 18,8 pontos, ante 37,6 pontos registrados em maio. Além disso, o mesmo indicador, só que na Alemanha, teve recuo de 17,1 pontos em junho de 2010, chegando aos 28,7 pontos. Em maio, o índice se situava em 45,8 pontos. Este valor é ligeiramente superior à média histórica do indicador de 27,4 pontos.

Por outro lado, a balança comercial da zona do euro registrou um superávit de ? 1,8 bilhão em março de 2010, contra ? 2,6 bilhões no mesmo período de 2009. Em relação a fevereiro, quando a região havia registrado um superávit de ? 4,5 bilhões, as exportações caíram 2,4% e as importações 3,5%.

E por fim, o número de pessoas empregadas na zona do euro permaneceu estável, 144,3 milhões no primeiro trimestre de 2010, em comparação com o quarto trimestre de 2009.

Para amanhã está prevista a divulgação de dois indicadores econômicos relevantes no velho continente, que são a taxa da inflação da zona do euro e o número de pedidos de auxílio desemprego do Reino Unido.

(Redação - Agência IN)