Banco JBS planeja dobrar o crédito oferecido ao pecuarista

SÃO PAULO, 15 de junho de 2010 - O Banco JBS planeja dobrar o crédito oferecido ao pecuarista até 2012. A expectativa da instituição financeira, que hoje tem uma carteira de empréstimo de R$ 230 milhões, é chegar a R$ 300 milhões em 2011 e R$ 450 milhões no ano seguinte. Para isso os planos são agressivos. Em junho de 2009 eram 100 clientes ativos. A meta é chegar a 300 clientes até o final desse ano, o que significa um crescimento de 200%.

"Nosso objetivo é fomentar toda a cadeia do gado de corte, com a modernização e o aumento contínuo da produtividade do setor, garantindo os melhores produtos e serviços aos nossos clientes, solidez aos aplicadores, rentabilidade aos acionistas e um bom ambiente de trabalho aos nossos colaboradores", explica Emerson Loureiro, presidente do Banco JBS.

O principal produto oferecido pelo banco é a Cédula de Produto Rural (CPR), emitida pelo próprio criador para assegurar a antecipação dos recursos para aquisição de insumos e gado. O pagamento dos empréstimos é feito com o próprio boi, levado para abate nos frigoríficos JBS Friboi. Com isso, os produtores garantem melhores preços em seu gado tornando toda a operação sustentável. Até hoje, já foram financiados cerca de 500 mil bovinos, amortizados com a entrega do animal.

No portfólio da companhia também estão financiamentos de longo prazo para suporte a projetos agropecuários com investimentos em infraestrutura, compra de animais, recuperação de pastagens, aquisição de ativos, entre outros. Nesses casos, uma equipe especializada se encarrega de fazer avaliações técnicas e recomendar as melhores soluções para maximizar o potencial da fazenda.

(Redação - Agência IN)