Com dados da China, agentes esperam recuperação

SÃO PAULO, 10 de junho de 2010 - Após o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central brasileiro ter anunciado ontem (09) acréscimo de 0,75% ponto percentual na taxa básica de juros, para 10,25% ao ano, a atenção dos agentes voltou-se para as taxas de juros externas nesta manhã. O Banco Central da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) anunciou hoje a manutenção dos juros básicos em 0,5% ao ano, assim como o Banco Central Europeu (BCE) manteve a taxa da região em 1% ao ano.

Na cena interna, hoje os agentes acompanharam dados de inflação, além de repercutir a decisão do Copom. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) no município de São Paulo, medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe/USP), desacelerou para 0,08% na primeira quadrissemana de junho, inferior ao índice do mês de maio, que foi de 0,22%.

E o Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) registrou variação de 0,18% em maio deste ano, taxa 1,10 ponto percentual inferior ao apurado um mês antes.

Nos Estados Unidos, os agentes aguardam a divulgação da balança comercial, assim como dados sobre o mercado de trabalho e do orçamento governamental.

Mas para João Pedro Brugger, analista da Leme Investimentos, o que deve ditar o rumo dos negócios mundo afora na sessão de hoje são os indicadores vindos da China. "Os mercados já vão abrir repercutindo esses indicadores", considerou.

No gigante asiático, hoje foi anunciado superávit comercial em maio, pelo segundo mês consecutivo. O saldo foi bem maior do que o de abril, indicando que os problemas na Europa ainda não limitaram a demanda pelos produtos chineses. O resultado positivo chegou a US$ 19,53 bilhões, ante os US$ 1,68 bilhão de abril e da mediana das estimativas de economistas.

Em meio ao dado, as bolsas asiáticas fecharam em alta, com exceção da Chinesa. Na Bolsa de Xangai, o índice Xangai Composto recuou 0,82% para 2.562,58 pontos, repercutindo a cautela dos investidores no aguardo sobre dados de inflação.

Já em Seul, o índice Kospi subiu 0,27% para 1.651,70 pontos. Na Bolsa de Hong Kong, o índice Hang Seng avançou 0,06% para 19.632,70 pontos e em Tóquio, o índice Nikkei 225 subiu 1,10%, para 9.542,65 pontos.

Na Europa, os principais índices operam com ganhos nesta manhã. Há pouco, o índice FTSE-100, de Londres, avançava 0,36%, aos 5.103 pontos, o CAC-40, de Paris, subia 0,68%, aos 3.470 pontos. E o DAX, de Frankfurt, ganhava 0,52%, aos 6.016 pontos.

(Carina Urbanin - Agência IN)