Após 7 meses em queda, inadimplência do consumidor sobe

Portal Terra

DA REDAÇÃO - A inadimplência do consumidor regsitrou alta de 1,9% em maio, ante o mesmo mês de 2009, na primeira alta deste tipo de comparação em sete meses, informou a Serasa Experian nesta quinta-feira. Em relação a abril deste ano, o índice cresceu 4,3%.

De acordo com economistas da Serasa Experian, o avanço "está relacionado com o crescimento acelerado do endividamento dos consumidores ao longo dos últimos trimestres". As dívidas com cartões de crédito e as dívidas com bancos impulsionaram o resultado com crescimento de 8,1% e 2,5%, respectivamente.

Nos primeiros cinco meses do ano, o valor médio das dívidas com cheques sem fundos subiu 42,7%, de R$ 855 no mesmo período do ano passado para R$ 1.221. Os títulos protestados (8,9%) e os cartões de crédito e financeiras (5,2%) também tiveram alta , enquanto as dívidas com bancos apresentaram leve queda de 0,1%.

Mesmo com o crescimento em maio, a Serasa Experian acredita que a inadimplência não deve disparar. "As boas perspectivas para o crescimento econômico em 2010, e por consequência do mercado de trabalho, devem impedir uma elevação muito acentuada dos níveis de inadimplência do consumidor durante o segundo semestre", afirmou em nota.