Merkel e Sarkozy pedem à UE que atue contra especulação

Portal Terra

DA REDAÇÃO - O presidente da França, Nicolas Sarkozy, e a chanceler alemã, Angela Merkel, deixaram de lado as diferenças surgidas em virtude das decisões unilaterais que foram tomadas por Berlim e Paris diante da crise, e publicaram nesta quarta-feira uma carta pedindo à Comissão Europeia que acelere a luta contra especulação. A informação é da edição desta quarta do jornal espanhol El País.

No texto, dirigido ao presidente executivo da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, os dirigentes de duas das mais importantes potências do euro reclamam e pedem que os trabalhos para a regulação dos mercados financeiros sejam intensificados e acelerados.

A volatilidade que atravessa o mercado desde o desdobramento da crise fiscal da Grécia em fevereiro tem levado os países da União Europeia a acelerar suas gestões para avançar na reforma financeira.

Os governos querem derrubar os especuladores que estão por trás da queda do euro, que enriquecem com as quedas das bolsas de valores e que estão fazendo negócios nos mercados secundários de dívida.