Fim do período chuvoso causa baixa no IPCA, diz Trevisan

SÃO PAULO, 9 de junho de 2010 - A queda no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) - de 0,57% em abril, para 0,43% em maio - devido a baixa nos preços dos alimentos foi especificamente provocado pelo fim das chuvas, que tinham elevado principalmente o valor das hortaliças e frutas, de acordo com Alcides Leite, professor da Trevisan Escola de Negócios.

"Mesmo obtendo a menor variação desde o início do ano, a taxa ainda está acima do esperado para atingir o centro da meta, que é de 4,5% ao ano", explicou o professor. Segundo ele, a elevação da taxa Selic em 0,75 ponto percentual visa quebrar a perspectiva de crescimento para os próximos meses, com a expectativa de mudar para o futuro.

"A inflação causa uma corrosão do poder de compra da moeda e do consumo. Isso é ruim para o consumidor, mas necessário para o fortalecimento saudável da economia, que deverá crescer 5,5% em 2010", completou.

(Niviane Magalhães - Agência IN)