Custo da extração de petróleo no Brasil triplicou em 5 anos

SÃO PAULO, 1 de junho de 2010 - Os custos da extração do petróleo triplicaram no Brasil, em cinco anos, passando de US$ 3,42 por barril no final de 2003 para US$ 10,42 por barril no final de 2008. A constatação é de estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), feito em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), divulgado hoje (1º) no Rio de Janeiro.

Segundo o Ipea, o aumento do custo é reflexo de questões como a escassez de equipamentos e serviços e a exploração de petróleo em áreas cada vez mais complexas, como a exploração offshore (no mar) em grandes profundidades.

"A indústria petrolífera mundial já mapeou, com as tecnologias hoje existentes, os campos de custos baixos. Esses já foram descobertos. Então, as novas descobertas tendem a ser mais onerosas. De uma maneira geral, as novas fronteiras de exploração serão mais caras", disse Helder Queiroz, pesquisador da UFRJ.

Ele acredita que o vazamento de óleo que vem ocorrendo há mais de um mês no Golfo do México, na costa dos Estados Unidos, deve contribuir para custos ainda mais altos nos próximos anos.

"Vai haver um fortalecimento das medidas prudenciais, nas questões de rotinas e de produção e exploração, que serão estabelecidas a partir desse acidente para definir novas práticas dentro da indústria que venham a dar um grau de confiabilidade maior para evitar um desastre como esse", disse Queiroz. As informações são da Agência Brasil.

(Redação - Agência IN)