Delegação do Quênia conhece experiência brasileira

SÃO PAULO, 31 de maio de 2010 - Delegação de representantes do governo e setor privado do Quênia foi recebida, nesta segunda-feira, pelo diretor do Departamento de Cana-de-Açúcar e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Alexandre Strapasson, segundo informou o Ministério. A missão africana veio conhecer a experiência brasileira na produção de açúcar e etanol. De Brasília, os quenianos seguem para visita a usinas e indústrias de equipamentos, na região de Ribeirão Preto/SP.

"Os quenianos estão interessados em atrair investimentos para o setor açucareiro daquele país, que atualmente também busca produzir etanol a partir da cana-de-açúcar", explica Strapasson. Segundo ele, a intenção do país é diversificar a produção e privatizar as suas indústrias, o que pode ensejar futuros negócios para o setor privado brasileiro.

Além do Quênia, o Brasil tem avançado nas cooperações internacionais no setor de açúcar e etanol com vários países africanos, entre eles Moçambique, Sudão e Angola. A expectativa do governo brasileiro é incentivar a produção de cana-de-açúcar em novos países produtores, fazendo com que o aumento da oferta de etanol no mercado internacional crie condições para que o combustível se torne uma commodity.

(Redação - Agência IN)