Ministra diz que greve do Ibama não prejudica Belo Monte

SÃO PAULO, 19 de maio de 2010 - A ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, disse hoje que a greve do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) não deverá prejudicar o cronograma da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (PA).

"A situação está se normalizando rapidamente, não vejo imediato perigo para o cronograma de Belo Monte. Mas, infelizmente, greve sempre atrapalha qualquer licenciamento de qualquer empreendimento".

A ministra, que participou hoje da reunião do Conselho de Administração da Eletrobrás, disse que o Plano Básico Ambiental da obra está adiantado, e que já foi realizada a mesma reunião com o Ibama e o ministério do Meio Ambiente para definir como será conduzido o processo de licenciamento. "Tem que haver equipes específicas do Ibama e do consórcio trabalhando full time para antecipar eventuais problemas".

O empreendimento já recebeu a primeira licença ambiental, que é a licença prévia, mas ainda faltam as licenças de instalação, que autoriza o começo da obra, e de operação, necessária para o início do funcionamento da Usina.

Mais de 4 mil funcionários do Ibama, do Meio Ambiente, do Instituto Chico Mendes e do Serviço Florestal Brasileiro estão em greve desde o dia 7 de abril. Eles reivindicam o cumprimento total de um acordo feito com o governo, que prevê um reajuste salarial em três vezes, além da reestruturação da carreira. As informações são da Agência Brasil.

(Redação - Agência IN)