Gol vai utilizar ferramenta de controle de emissão de gases

SÃO PAULO, 19 de maio de 2010 - A GOL iniciou treinamento para utilizar a ferramenta de controle de emissões de gases causadores do efeito estufa (GEEs) mais reconhecida internacionalmente, o Greenhouse Gas Protocol Initiative, ou GHG Protocol. No Brasil, a capacitação para desenvolver o inventário de emissões é feita pela Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo.

O objetivo do protocolo, segundo a empresa aérea, é calcular todas as emissões de GEEs da companhia, em todas as frentes que atua, e, a partir destes dados, conseguir detectar quais ações de redução de impacto ambiental devem ser implementadas.

Por manter uma das mais jovens e modernas frotas da América do Sul, a GOL consome menos combustível e, portanto possui baixa taxa de emissão de gás carbônico. "Com esta iniciativa, a GOL pretende contribuir com a mitigação das mudanças climáticas e se antecipar aos rígidos padrões de exigência da aviação internacional" aponta o comandante Fernando Rockert de Magalhães, vice-presidente Técnico da GOL.

O GHG Protocol é um guia para empresas de diversos setores e outras organizações elaborarem inventários de emissões de GEEs que garantam altos níveis de confiabilidade. A margem de erro aceitável deste inventário é 5% e os dados gerados são verificados a prova de cálculos.

Para encabeçar o projeto de controle e redução de sua pegada ambiental, a GOL desenvolveu o Escritório de Projetos Sustentáveis, que tem a missão de centralizar todas as ações de sustentabilidade da companhia e conscientizar o que cada um de seus 18 mil colaboradores podem fazer para reduzir os impactos no meio ambiente.

(Redação - Agência IN)