Sanções ao Irã têm como alvo investimentos e navios

SÃO PAULO, 18 de maio de 2010 - O Irã não poderá investir no exterior em algumas atividades sensíveis como as minas de urânio e seus navios poderão ser inspecionados em alto mar, nos termos de um novo projeto de sanções apresentado nesta terça-feira à Organização das Nações Unidas (ONU), declarou autoridade norte-americana.

O projeto, estabelecido pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança (França, Rússia, China, Grã-Bretanha, Estados Unidos), proíbe também a venda para o Irã de oito novos tipos de armamentos pesados, entre eles tanques, veículos blindados de combate, aviões e navios de guerra, segundo essa autoridade que concedeu declarações à imprensa sob anonimato antes de reunião do Conselho de Segurança na sede da ONU em Nova York.

Em Washington, a secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton havia anunciado que os Estados Unidos tinham conseguido chegar a um acordo com a Rússia e a China sobre um projeto de novas sanções contra o Irã devido ao seu programa nuclear.

(Redação com AFP - Agência IN)