FGV identifica produtos e serviços em queda

SÃO PAULO, 18 de maio de 2010 - A inflação brasileira sempre teve seus vilões. Mas, na maioria das vezes, os mocinhos aparecem para equilibrar e controlar a situação. Dos 456 itens componentes do IPC /FGV, 99 registraram queda em suas taxas de variação. Se não fosse o bom comportamento desses produtos e serviços a inflação estaria em patamar superior ao atual. A variação média dos preços em queda foi de -2,80%.

Entre os itens que acumulam queda nos cinco primeiros meses de 2010 - segundo levantamento feito pelo economista da FGV, André Braz - estão: passagem aérea (-21,55%), óleo de soja (-7,25%), IPVA (-2,78%), álcool combustível (-2,03%), automóvel usado (-1,92%), tênis masculino (-1,12%), entre outros. Segundo o IPC-10 da FGV, a variação acumulada entre janeiro e maio de 2010, está em 3,89%. O maior patamar desde 2003, quando no mesmo período, a alta registrada foi de 7,47%.

(Redação - Agência IN)