CUT promove manifestações em defesa da redução da jornada de trabalho

Agência Brasil

SÃO PAULO - A Central Única dos Trabalhadores (CUT) promove nesta terça-feira uma série de manifestações em defesa da redução da jornada de trabalho. Os atos organizados pela central ocorrem em pelo menos 14 estados do país e reivindicam a aprovação da proposta de emenda à Constituição (PEC) que altera a jornada de 44 para 40 horas de trabalho semanais.

Só na região metropolitana de São Paulo, cinco atos fazem parte da programação: dois na capital, dois na região do ABC Paulista e um em Guarulhos. Duas dessas manifestações já foram realizadas.

Segundo a CUT, 7,5 mil trabalhadores participaram de uma assembleia realizada às 5h no pátio da fábrica da Mercedes Benz em São Bernardo do Campo (SP). Mais tarde, às 7h30, 4 mil funcionários de cinco fábricas de Diadema pararam por três horas pedindo a redução da jornada.

Em comunicado, a CUT informa que a votação do projeto sobre redução da jornada é urgente devido ao atual momento político do país. Após o início do processo eleitoral, em julho, caem as chances de os deputados votarem a PEC , declarou a entidade.