Brasil apoia reeleição de colombiano para comandar o BID

SÃO PAULO, 18 de maio de 2010 - O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou hoje que o governo brasileiro é favorável à reeleição do colombiano Luis Antonio Moreno para o cargo de presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em outubro.

Paulo Bernardo elogiou o trabalho de Moreno e destacou o avanço das negociações para a liberação de recursos destinados à Copa do Mundo no Brasil, em 2014, e às Olimpíadas, em 2016. "Acreditamos que o BID pode melhorar muito mais e a disposição que você [Moreno] tem demonstrado na direção do banco aponta que nós podemos avançar", afirmou o ministro, que participa das reuniões da 6ª Cúpula União Europeia, América Latina e Caribe, em Madri, na Espanha.

Ele disse que os projetos para a Copa do Mundo e as Olimpíadas ainda estão sendo negociados. "Para este ano, o desembolso para o Brasil é um pouco menor do que no ano passado, algo em torno de aproximadamente US$ 1,9 bilhão".

O colombiano Moreno retribuiu os elogios do ministro afirmando que os analistas consideram a América Latina uma das regiões do mundo que tiveram o melhor desempenho diante da crise econômica que atinge a Europa - especialmente a Grécia e, em menor escala, Portugal e Espanha. "A expectativa é que o crescimento para a América Latina supere os 4%", disse ele.

Moreno lembrou que nos últimos 25 anos houve 30 crises financeiras na América Latina. "O presidente Lula, por exemplo, falava hoje de como em 2008 se incrementou o consumo e foi o consumo que se promoveu no Brasil que amortizou os efeitos da crise [no país]".

Desde 2005 no cargo, Moreno é diplomata e foi ministro na Colômbia. A sua nomeação para a presidência do BID é atribuída ao apoio que obteve do então presidente da República dos Estados Unidos, George W. Bush. As infirmações são da Agência Brasil.

(Redação - Agência IN)