Índice de cheques honrados cresce no 1º quadrimestre

SÃO PAULO, 17 de maio de 2010 - O índice de cheques honrados no País permanece em alta. No primeiro quadrimestre do ano, o índice ficou em 97,22%, contra 96,74% de igual período de 2009, uma redução de 14,7% na inadimplência, segundo pesquisa da Telecheque, empresa especializada em verificação de crédito em compras com cheques.

"Além do consumo consciente, as ferramentas de apoio à oferta de crédito pelos varejistas, para gerar mais crédito com menos risco, também colaboraram para a estabilidade e o aquecimento do mercado", explica José Antônio Praxedes Neto, vice-presidente da TeleCheque.

Em relação aos resultados específicos do mês de abril, o índice de cheques honrados teve um aumento de 0,08% frente ao mesmo período do ano anterior. "Mesmo com o aumento significativo do consumo neste ano, o comportamento da inadimplência continuou em queda. Vale ressaltar que a redução apresentada é menor do que os meses anteriores, o que levanta um alerta daqui para a frente, destaca o vice-presidente.

Segundo a TeleCheque, o índice também cresceu em relação ao mês de março de 2010 em 0,77%. "Existe uma sazonalidade natural neste período, reflexo do fim dos compromissos acumulados no início do ano e das compras de Natal", afirma Praxedes.

No ranking por Estado, a liderança ficou com Goiás (98,75%), que permanece pelo segundo mês consecutivo no topo da lista. O Estado registrou uma alta de 0,50%, em relação ao mês de março. Em seguida, na segunda e terceira posições, vêm São Paulo Interior (98,34%) e Minas Gerais (98,27%). E, na sequência, estão Espírito Santo (97,75%), Paraná (97,66%) e Sergipe (97,65%).

Os critérios de pesquisa da TeleCheque levam em conta os valores em reais das transações com cheques - e não a quantidade de folhas de cheques emitidas -, metodologia considerada mais adequada à realidade e às necessidades do varejo.

(SSB - Agência IN)