Número de cheques devolvidos e títulos caem em abril

SÃO PAULO, 12 de maio de 2010 - No mês de abril foi registrado o número de 1.729.264 cheques devolvidos. Uma queda de 18,50% em relação a março de 2010. Comparado a abril de 2009, o volume foi 23,99% menor. Na comparação por dias úteis, os resultados de abril de 2010 foram 6,28% inferiores aos do mês anterior e 23,9% inferiores àqueles registrados em abril de 2009.

Para os próximos meses, no entanto, é previsto aumento no número de cheques devolvidos devido à elevação da taxa básica de juros em 0,75 pontos percentuais, na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), e aos prováveis aumentos desta taxa nas futuras reuniões. O aumento, porém, não deve ser significativo, uma vez que a renda real dos consumidores deve continuar crescendo ao longo do ano.

Quanto ao número de títulos protestados, os dados mostram que em abril houve queda de 21,28% frente a março e uma queda de 15,94% em relação a abril de 2009. Na comparação por dias úteis, abril registrou redução 9,47% frente a março e queda de 15,94% em relação a março do ano passado.

Em abril foram registrados 667.339 protestos, contra 847.740 registrados em março e 793.856 registrados em abril do ano passado. A queda do volume de títulos protestados, em abril, contribuiu para amenizar a trajetória de alta, mostrada pela linha de tendência, a partir do início do ano.

O volume de títulos protestados costuma ser maior entre as pessoas jurídicas do que entre as pessoas físicas. O processo de aumento dos juros deve afetar mais as condições de pagamentos das empresas do que das famílias, uma vez que a renda real do trabalho tende a manter a trajetória de expansão experimentada nos últimos meses.

Os dados são da Equifax, líder mundial em informação e inteligência para decisão e gestão empresarial.

(Redação - Agência IN)