Dia das Mães bate recorde no comércio eletrônico

SÃO PAULO, 12 de maio de 2010 - O Dia das Mães foi aquecido para o comércio eletrônico. De acordo com dados levantados pela e-bit, empresa especializada em informações de e-commerce, foram realizados cerca de 1,6 milhão de pedidos em lojas virtuais durante o período de 25 de abril a 09 de maio, o que contribuiu para um faturamento de R$ 625 milhões, crescimento 42% superior aos R$ 440 milhões registrados em 2009.

Dessa forma, a previsão da empresa para a data sazonal de 40% de crescimento foi superada. Além disso, o Dia das Mães apresentou-se acima da linha de crescimento do setor, estimada pela e-bit em 30% para esse ano.

O bom desempenho do setor na data foi, inclusive, superior ao varejo tradicional. Segundo dados divulgados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), o crescimento foi de 9,43%.

No varejo eletrônico, um dos fatores que contribuíram para o bom resultado foi o elevado tíquete médio, de R$ 380, impactado principalmente pela escolha dos filhos em presentearem suas mães com produtos de maior valor agregado. Pela primeira vez, eletrodomésticos foi a campeã das categorias mais vendidas, com 15% do volume total de pedidos. Em 2009, a categoria havia ficado em terceiro lugar. Informática, com 10%, e eletrônicos, com 8%, também figuraram entre os cinco segmentos mais vendidos, antecedidos por livros, assinaturas de revistas e jornais e saúde, beleza, cosméticos e medicamentos.

Para o diretor geral da e-bit, Pedro Guasti, a economia está ainda mais aquecida esse ano, fato benéfico para o setor. "O comércio eletrônico mostra que continua seu crescimento a passos largos. Com as ótimas oportunidades do canal, aliadas ao aumento significativo do crédito, tivemos um ótimo desempenho nesse Dia das Mães", explica Guasti.

(Redação - Agência IN)