Ações da Petrobras estão entre as maiores quedas de maio

Portal Terra

SÃO PAULO - Em meio a turbulências com relação a crise de dívida na Europa, o principal índice de ações do mercado nacional, o Ibovespa, registrou queda de 4,6% desde o início de maio até o fechamento do pregão de terça-feira. No entanto, a queda foi ainda maior para os papéis da Petrobras.

As ações preferenciais da estatal petrolífera perderam 9,7% do seu valor no mês até o dia 11, segundo levantamento da consultoria Economatica. Os papéis preferenciais caíram 9,28%. Só desvalorizaram mais no período as ações da MMX Mineração (-13,78%), Ecodiesel (-12,17%), JBS (-11,22%) e Fibria (-10,12%).

Apenas 15 das 67 ações listadas no Ibovespa apresentaram alta em maio. Os papéis da TIM Participações lideraram o ranking de alta. As ações ordinárias da operadora de celeular subiram 7,7% no período e as preferenciais 6,19%.

A Rossi Residencial aparece como a terceira ação com maior ganho (4,3%), seguida por Vivo (3,46%), Ambev (3,45%), Telesp (3,35%), Cyrela Realty (2,88%), CPFL Energia (2,53%) e Redecard (2,09%).