Demanda por crédito deve continuar caindo, diz FGV

SÃO PAULO, 11 de maio de 2010 - A demanda de crédito do consumidor teve alta de 12,4% em abril quando comparado ao mesmo mês do ano passado. Essa foi a menor expansão em relação a 2010. Em março, houve alta de 32,5%, segundo dados da pesquisa da Serasa Experian divulgados nesta terça-feira.

Para o professor de economia da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (FGV-EASP), Evaldo Alves, a demanda de crédito pelo consumidor deve continuar caindo.

"O aperto monetário aplicado com o objetivo de controlar a inflação, acarretou na alta do custo de crédito e também nas exigências para os financiamentos. Nos próximos meses, a demanda de crédito deve continuar a cair, entretanto, datas especiais como Dia das Mães, Dia dos Namorados e também a Copa, os consumidores podem recorrer ao crédito para compra de bens duráveis, mas é passageiro, restrito a essas datas", aponta Alves.

Para finalizar, o professor recomenda que antes de solicitar crédito os consumidores precisam ter cuidado. "Em primeiro lugar avaliar se o financiamento cabe no seu bolso e em segundo, verificar se o custo dos bens financiados não aumenta de forma exagerada com o crédito. Vale ressaltar que os custos do cartão de crédito ultrapassam as outras formas de financiamento".

(Redação - Agência IN)