Poupança rende abaixo da IPCA no 1º quadrimestre do ano

SÃO PAULO, 10 de maio de 2010 - O investimento em poupança apresentou rendimento de 2,10% nos primeiros quatro meses de 2010, número abaixo da inflação oficial medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), com variação de 2,65% no período, de acordo com estudo da Economatica. Os dados mostram que o poupador teve uma rentabilidade da poupança inferior a inflação em -0,53%.

Como exemplo, o poupador que no final de 2009 depositou R$ 1.000, no final do mês de abril deste ano teria R$ 1.021. Porém, da mesma maneira, uma cesta básica que no final de 2009 valia R$ 1.000, no final do mês de abril estava em R$ 1.026,50. Nessa hipótese o poupador para comprar a mesma cesta básica no final de abril, teria que desembolsar mais R$ 5,50 além dos R$ 1.021 que acumulou na poupança.

De acordo com o estudo, a rentabilidade nominal da poupança no primeiro quadrimestre de 2010 é a segunda menor já registrada em um quadrimestre do governo Lula, ganhando somente do terceiro quadrimestre de 2009 quando a poupança rendeu 2,07%. Analisando a rentabilidade real da poupança em todos os quadrimestres do governo Lula, encontramos três períodos nos quais a mesma teve rentabilidade negativa, primeiro quadrimestre de 2003, segundo quadrimestre de 2008 e o primeiro quadrimestre de 2010.

A maior perda de poder aquisitivo dos poupadores aconteceu no primeiro quadrimestre de 2002, sendo que o primeiro quadrimestre de 2010 é a segunda maior do período.

Durante o governo Lula (de 31 de dezembro de 2002 até 30 de abril de 2010), a poupança apresentou rentabilidade nominal de 80,89% contra 51,86% da inflação medida pelo IPCA, o que representa ganho real acumulado da poupança no período de 19,12%.

Em relação ao IPCA, a inflação no primeiro quadrimestre de 2010 é a quarta maior para um período quadrimestral dentro da era Lula. O maior nível quadrimestral do IPCA foi no primeiro quadrimestre de 2003.

(Simone e Silva Bernardino - Agência IN)