EUA: SEC reforçará sistemas de interrupção do pregão

Agência AFP

NOVA YORK - A reguladora dos mercados de ações americanos, a Securities and Exchange Commission (SEC), anunciou nesta segunda-feira ter conseguido um acordo com as principais plataformas de operações nos Estados Unidos para "reforçar os sistemas de suspensão" de pregão, caso sejam registradas fortes variações nos índices.

"Em uma primeira etapa, as partes concordaram em promover mudanças estruturais, que serão afinadas na próxima rodada, a fim de reforçar o sistema de 'circuit breaker' para controlar operações equivocadas", afirmou a SEC em um comunicado.

O "circuit breaker" é um sistema de segurança das bolsas de valores utilizado para interromper os negócios no caso de alterações bruscas nos preços das ações.

A reunião foi organizada na manhã desta segunda-feira para "discutir as causas dos eventos de quinta-feira nos mercados, os potenciais fatores que contribuíram para o ocorrido e as possíveis reformas do mercado", completa o documento.

A presidente da SEC, Mary Shapiro, reuniu-se com os representantes de seis plataformas de operação: New York Stock Exchange, Bolsa Eletrônica Nasdaq, BATS, Direct Edge, ISE e a Bolsa de Chicago (Chicago Board of Exchange), na presença da autoridade reguladora americana do setor financeiro, a Finra.

Na última quinta-feira, às 18h45 HMT (15h45 de Brasília), o Dow Jones passou de uma perda de cerca de 200 pontos para uma queda de 998,50 pontos, mais de 9%, fato que nunca tinha sido registrado na praça nova-iorquina. Depois, recuperou-se para fechar em queda de 347,80 pontos (-3,20%).