Feira Expo Noivas & Festas espera reunir 60 mil visitantes

Carolina Eloy, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - O aumento da participação da mulher no mercado de trabalho e o maior acesso ao crédito mantêm o mercado de festas de casamento aquecido. O segmento deve movimentar R$ 4,2 bilhões este ano, expansão de 5%, que tem sido constante nos últimos anos, mesmo durante a crise mundial. O número oficial de registro de casamentos cresceu 28,2% nos últimos anos, passando de 748 mil em 2003 para 959 mil em 2008, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para Mônica Freitas, que organiza a feira Expo Noivas & Festas desde 1994, as festas estão maiores e com mais itens. Ela conta que nestes 16 anos realizando o evento no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Belo Horizonte, percebeu que os noivos estão participando cada vez mais do orçamento da comemoração.

A participação dos noivos, e principalmente das mulheres, no pagamento do casamento mudou um pouco as festas, que estão mais sofisticadas e com listas de convidados maiores. Além disso, a organização e os contratos começam a ser fechados com até dois anos de antecedência, o que suaviza o pagamento destaca Mônica.

Serviços de R$ 15 milhões

Entre os dias 12 e 16 deste mês, o evento no Riocentro deve reunir cerca de 60 mil pessoas, que devem contratar serviços em torno de R$ 15 milhões. Mônica destaca que a feira é uma oportunidade de reunir mais de 250 profissionais de diferentes áreas para a realização da festa.

Não existe um lugar onde os noivos possam conhecer e comparar diversos fornecedores. Alguns deles, como confeiteiras e fotógrafos trabalham em casa e não têm um escritório para receber os clientes, então esses cinco dias é uma oportunidade para os dois lados ressalta Mônica.

A professora Luciana Santos, de 27 anos, vai casar em setembro e contou que teve muita dificuldade para poder comparar preços e escolher alguns itens para a festa como os bem-casados e o vestido. Ela disse que muitos fornecedores foram indicações de amigos, mas estavam fora do orçamento da sua festa. Luciana vai dividir com o noivo o valor do casamento em torno de R$ 45 mil para 200 pessoas.

O gerente do Complexo Victoria Eventos e Banquetes, Gastão Veiga, trabalha com festas há mais de 20 anos e disse que as pessoas estão se programando cada vez mais cedo para o casamento. Ele conta que o espaço, na Lagoa, já tem reservas para 2012, assim o cliente pode se programar para pagar aos poucos todos os detalhes da comemoração.

A lista de convidados cresceu e este é um item fundamental para o orçamento da festa. Antes, os pais pagavam e decidiam quase tudo. Agora, vejo que os casais estão casando um pouco mais velhos e são os responsáveis avalia Veiga.

A gerente de loja Camile Kattembach, de 28 anos, vai casar em junho e o orçamento está em R$ 110 mil, acima dos R$ 80 mil previstos. A lista de convidados tem 550 pessoas. Ela conta que a festa é dos noivos, para as famílias e amigos. Por isso, a lista ficou grande.

Como fechei vários itens bem antes da festa, foi possível negociar alguns descontos explica Camile.

Preço dos vestidos pode

variar de R$ 1.200 a R$ 8 mil

O vestido branco, os convites e os bem-casados, tradicionais nas festas, mudaram com a demanda do mercado, mas continuam presentes nas festas. A diretora de produtos da Casa Assuf, Sheila Assuf, destaca que o mercado mudou nos 68 anos que a loja está aberta. Ela conta que a loja só que vendia os tecidos no início, mas passou a confeccionar alguns modelos e até criou uma coleção que pode ser alugada.

Algumas coisas ficaram mais práticas e para atender a essa demanda passamos a oferecer os vestidos prontos e para primeiro aluguel. Os preços também ficam menores do que modelos exclusivos, e isso atrai muitas noivas conta Sheila.

O primeiro aluguel de um vestido da coleção varia entre R$ 1.200 e R$ 3 mil, enquanto o modelo sob medida pode passar de R$ 8 mil, segundo Sheila. Ela diz que o perfil das noivas mudou, mas as vendas de tecidos ainda representam 50% do faturamento das lojas.

Fernando Toribio, dono da Papel & Estilo, que produz cerca de 700 convites para casamentos por mês, conta que a procura por produtos com detalhes pessoais aumentou. Ele destaca que o mercado de festas cresceu muito, por isso abriu uma empresa especialista em fabricar bem casados, a Oficina do Açúcar.

As festas estão mais sofisticadas, com mais detalhes. Os bem-casados são um bom termômetro, já que é um item tradicional, mas que está ganhando detalhes modernos, como formato de coração compara Toribio.

Lista única de presentes

A compra dos presentes dos noivos ficou mais prática para o casal e para os convidados, segundo a gerente de marketing do CasaShopping, Gilda Antoniazzi. Ela explica que o shopping reuniu mais de 100 lojas em uma única lista. Cerca de 60 listas de casamentos são cadastrados por mês.

Notamos que as pessoas buscam facilidade. Por isso, criamos esta lista. Os presentes podem ser comprados pela internet e os noivos podem receber vale presentes e depois escolher qualquer um dos produtos do shopping ressalta Gilda.