Inflação ainda prejudica população de baixa renda

SÃO PAULO, 7 de maio de 2010 - Em abril, o custo de vida no município de São Paulo foi de 0,22%, ou seja, 0,25 ponto percentual menor que o apurado em março (0,47%), segundo cálculo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Apesar da redução no ritmo do aumento de preços, este foi o segundo mês consecutivo em que a taxa de inflação foi bem superior para as famílias de baixa renda.

Os maiores aumentos foram apurados para os grupos Alimentação (0,75%) e Saúde (0,91%) que juntos contribuíram com 0,34 ponto percentual no cálculo da taxa de abril. Por outro lado, os grupos Transporte (-1,05%) e Equipamento Doméstico (-0,46%) colaboraram para a queda na inflação, com -0,18 ponto percentual.

(MLC - Agência IN)