Espanhóis definem sua parcela de ajuda à Grécia

Portal Terra

DA REDAÇÃO - Mesmo também tendo seus problemas financeiros, a Espanha definiu, nesta sexta-feira, sua parcela de ajuda à Grécia. O Conselho de Ministros aprovou um decreto de lei que direciona 9,8 bilhões de euros, a serem aportados entre 2010 e 2012, segundo informações do site do jornal El País.

A vice-presidente do governo, María Teresa Fernández de la Vega, disse que a ajuda é um gesto de solidariedade, mas, também, um movimento de comprometimento com a situação europeia.

Os espanhóis disseram, segundo a publicação, que o pacote não será problema para os cofres do governo e que o Parlamento será avisado, anualmente, sobre a devolução dos valores por parte da Grécia.

A Alemanha também já aprovou sua parcela de ajuda . A principal potencia econômica do velho continente entrará com 22,4 bilhões euros no bolo de ajuda.

A Grécia atravessa um momento crítico de sua economia. Para receber a ajuda dos vizinhos europeus e do Fundo Monetário Internacional (FMI), teve que aprovar um plano de austeridade econômica que foi mal recebido pela população. O povo grego foi às ruas para manifestar. Houve uma série de confrontos com a polícia. Três pessoas morreram em um ataque a um banco.

A situação na Europa não é das mais confortáveis. Outros países passam por problemas financeiros. Com medo de que a crise grega se espalhe pelo continente, vários índices acionários pelo mundo fecharam no vermelho nos últimos dias. Os líderes de governo da zona do euro estão em conflito com as agências de classificação, que colocam em dúvida a confiabilidade dos papéis dessas nações.