Dólar recua 1,35%, mas persiste preocupações com Europa

SÃO PAULO, 7 de maio de 2010 - O dólar recua nas primeiras horas do dia, mas persistem as mesmas preocupações em relação à situação da Grécia e os temores de contágio nos demais países do bloco. Há pouco, o dólar cedia 1,35%, comprado a R$ 1,828 e vendido a R$ 1,830.

Na Europa, os ministros das finanças do G-7 (grupo que reúne sete das economias mais ricas do mundo) realizarão teleconferência para analisar a situação grega, gerando expectativas em torno de medidas adicionais para ajudar o país europeu e acalmar os mercados.

Ontem, o parlamento grego aprovou as medidas de austeridade fiscal no país, motivo que tem gerado fortes conflitos. Com isto, a expectativa é de continuidade nas negociações entre a Grécia e o consórcio de países da Europa e Fundo Monetário Internacional (FMI) para liberar a ajuda financeira, até o dia 19 de maio, quando vence o próximo empréstimo de títulos do país. Além disso, a agência de classificação de risco Moody's rebaixou o rating dos bancos gregos e fez alertas em relação a todos os bancos de Portugal, Espanha, Itália, Irlanda e Reino Unido.

Na agenda do dia, destaque para o relatório de mercado norte-americano. Em abril, a economia dos Estados Unidos criou 290 mil postos de trabalho, refletindo a situação na indústria (+44 mil), setor de serviços prestados (+80 mil), saúde (+20 mil) e lazer (+ 45 mil). A taxa de desemprego, por sua vez, avançou para 9,9%.

(Simone e Silva Bernardino - Agência IN)