Começa cúpula sobre crise na zona do euro

Agência AFP

BRUXELAS - Os líderes dos 16 países da zona do euro começaram, na noite desta sexta-feira, em Bruxelas, uma cúpula excepcional para discutir a crise financeira que abala a união monetária, segundo uma fonte diplomática.

A reunião começou por volta das 18h25 GMT (15h25, horário de Brasília), com quase uma hora e meia de atraso em razão ao grande número de encontro bilaterais preparatórios entre os dirigentes.

A cúpula convocada em regime de urgência visa, em parte, aprovar definitivamente o plano de ajuda de 110 bilhões de euros em três anos concedido à Grécia e, também, preparar uma contenção do contágio da crise a outros países da zona do euro, somando esforços para disciplinar o orçamento comum.

Assim, os líderes presentes prometem endurecer o Pacto de Estabilidade, que enquadra a vigilância orçamentária europeia, e fazer economias suplementares "se necessário", para reduzir seus déficits nos próximos anos, segundo o projeto do texto.

Trata-se de interromper o contágio da crise grega e tranquilizar os mercados, que se inquietam na medida em que os déficits públicos aumentam em muitos países da zona do euro.

Os líderes devem também insistir na necessidade de melhorar a coordenação das políticas econômicas e reforçar a regulamentação financeira.

Entretanto, segundo uma fonte diplomática, certos participantes da cúpula acreditam que essas medidas não serão suficientes para acalmar os mercados.