Transpetro lança ao mar primeiro navio do Promef

Carolina Eloy, Jornal do Brasil

RIO - O primeiro navio do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef) da Transpetro, subsidiária da Petrobras, vai ser lançado ao mar sexta-feira, com a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. A embarcação do tipo Suezmax sai do dique seco, onde é construída, e fica até o final de agosto para fazer ajustes elétricos, interligação de equipamentos, colocação de móveis e testes operacionais. O petroleiro foi construído pelo Estaleiro Atlântico Sul (EAS), em Pernambuco.

O Suezmax tem 274 metros de comprimento e capacidade para transportar um milhão de barris de petróleo.

Este navio marca a retomada da indústria naval brasileira depois de 13 anos sem entregar nenhum petroleiro. O país precisa ter este setor forte, para atender a demanda comercial avalia o presidente da Transpetro, Sergio Machado.

Machado destaca que o país está em vantagem, já que com a crise econômica as encomendas mundiais terminam entre 2012 e 2013, enquanto no Brasil os estaleiros têm pedidos garantidos até 2014 e 2015.

Estamos preparados para competir com outros países quando retomarem os pedidos internacionais comemora Machado.

O EAS venceu a licitação para construção de 22 navios do Promef, e a carteira total de encomendas soma US$ 3,5 bilhões (Incluindo o casco da plataforma P-55). Este ano, o estaleiro, que foi construído paralelamente à primeira embarcação, entrega outro navio para a Transpetro. Em 2011, ficam prontas mais quatro embarcações e outras quatro no ano seguinte.

O presidente do EAS, Angelo Bellelis, contou que o Atlântico Sul já foi sondado por empresas de fora do Brasil, principalmente para construção de plataformas offshore para exploração da camada de pré-sal.

A capacidade de processamento do EAS pode chegar até de 160 mil toneladas de aço por ano. Atualmente processamos 6 mil toneladas por mês, então ainda temos capacidade para outros projetos destaca Bellelis.