Segmento Bovespa movimenta R$138,74 bilhões em abril

SÃO PAULO, 6 de maio de 2010 - O segmento Bovespa movimentou R$138,74 bilhões, em abril de 2010, ante R$148,81 bilhões registrados em março. A média diária foi de R$6,93 bilhões, ante R$6,47 bilhões. Foram realizados 8.098.072 negócios, ante 9.038.122 no período anterior. A média diária de negócios atingiu a marca de 404.904, ante 392.962 em março.

As ações que registraram maior giro financeiro em abril foram: Vale PNA, com R$17,76 bilhões; Petrobras PN, com R$14 bilhões; OGX Petróleo ON, com R$6,28 bilhões; Vale ON, com R$3,57 bilhões; e Itauunibanco PN, com R$3,51 bilhões.

Segundo o comunicado da BM&FBovespa, O Ibovespa encerrou abril aos 67.529 pontos, com queda de 4,03% em relação ao mês anterior. As ações que obtiveram as maiores altas do Ibovespa foram: PDG Realt ON (+9,22%); Souza Cruz ON (+8,06%); Cemig PN (+7,79%); Lojas Renner ON (+7,45%); e Sabesp ON (+4,57%). As maiores baixas foram: TIM Participação S/A (-12,86%); Usiminas ON (-12,38%); Net PN (-12,02%); Telemar ON (-10,60%); e Fibria ON (-10,28%).

As 161 empresas integrantes dos Níveis Diferenciados de Governança Corporativa da BM&FBovespa, ao final de abril, representavam 67,31% do valor de mercado, 74,61% do volume financeiro e 77,96% da quantidade de negócios realizados no mercado a vista. Ao final de março, eram 159 empresas que representavam 66,88% do valor de mercado, 71,70% do volume financeiro e 75,17% da quantidade de negócios.

Os investidores institucionais lideraram a movimentação financeira no segmento Bovespa em abril, com participação de 34,60%, ante 31,39% no mês anterior. Na segunda posição, ficaram os investidores estrangeiros, que obtiveram participação de 28,26%, ante 25,81%. As pessoas físicas movimentaram 25,41%, ante 30,67%. As instituições financeiras ficaram com 9,35%, ante 9,81%; as empresas, com 2,30%, ante 2,26%; e o grupo Outros com 0,09%, ante 0,06%.

Em 2010, os investimentos estrangeiros nos papéis de empresas brasileiras, até abril, atingiram R$5.824.774.736,90, resultado de R$7.106.389.498,90 em distribuições públicas (sendo R$6,6 bilhões ofertados no Brasil) e do saldo negativo de R$1.281.614.762,00 da negociação no mercado secundário da BM&FBOVESPA.

No mês passado, o balanço da negociação dos investidores estrangeiros na BM&FBOVESPA ficou negativo em R$1.078.044.990,00, resultado de vendas de ações de R$39.624.742.379,00 e de compras no valor de R$38.546.697.389,00.

A participação dos estrangeiros nas ofertas públicas de ações, incluindo IPO's, representou 69,0% do total de R$10.296.537.581,50.

(Redação - Agência IN)