TV por assinatura alcança 26 milhões de brasileiros

SÃO PAULO, 26 de abril de 2010 - Com 194.137 novos assinantes em março de 2010, o Brasil chegou ao final do primeiro trimestre de 2010 com 7.919.380 domicílios com TV por Assinatura. O crescimento observado representa uma evolução de 2,5% em relação à base de assinantes de fevereiro de 2010. No ano, o setor acumula crescimento de 3,9%. Considerando-se o número médio de pessoas por domicílio divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os serviços de TV por Assinatura são distribuídos, atualmente, para mais de 26 milhões de brasileiros.

No ano de 2006, 4.583.125 brasileiros tinham acesso ao serviços de TV por assinatura, no ano passado, a cifra subiu para 7.919.380. Considerando o número médio de habitantes por imóvel no Brasil, o resultado chega próximo a 26 milhões de indivíduos.

No mês de março, a elevação de 2,51% é a maior na série histórica do terceiro mês do ano.

Por sua vez, os serviços de TV por Assinatura são prestados através de sinais codificados por meio de diferentes tecnologias: por meios físicos (TV a Cabo - TVC), por microondas (Distribuição de Sinais Multiponto Multicanais - MMDS) e por satélite (Distribuição de Sinais de Televisão e de Áudio por Assinatura via Satélite - DTH).

Os serviços prestados via satélite (DTH) lideram crescimento do setor. Em março de 2010, o DTH cresceu 5,7% em relação ao mês anterior,enquanto o número de assinantes via TV a Cabo cresceu 0,7%. As prestadoras de MMDS perderam 1% de sua base de assinantes. No total, 39,1% dos assinantes (3.085.014) utilizam o serviço DTH, 4,4% (347.147) utilizam o MMDS e 56,5% (4.463.336) dos assinantes usam a tecnologia TVC.

Na variação mensal, entre fevereiro e março de 2010, houve acréscimo de 0,7% na utilização da tecnologia TVC, de 5,7% no uso do DTH, e recuo de 1,0% no número de novos assinantes de MMDS.

Na segmentação por unidades da Federação, o Amapá apresentou a maior taxa de crescimento, com avanço de 113,1% nos últimos 12 meses, seguido de Roraima (85,85%), Piauí (50,5%), Amazonas (49,7%) e Maranhão (49,5%).

Já na verificação por regiões, o Norte lidera com 48,2% dos novos assinantes dos últimos 12 meses, o Nordeste avança 27,7%, o Sudeste 20,6%, o Centro-Oeste 18,2% e o Sul 15%.

(SV - Agência IN)