Melhora da Grécia faz bolsas europeias dispararem

SÃO PAULO, 26 de abril de 2010 - A melhora na situação da Grécia, com o avanço nas negociações para o pacote de ajuda, fez com que os principais índices acionários europeus começassem a semana em alta. Ao final do pregão, o índice FTSE-100, de Londres, avançou 0,53%, aos 5.753 pontos, o DAX, de Frankfurt, teve alta de 1,16%, aos 6.332 pontos e o CAC-40, de Paris, ganhou 1,17%, aos 3.997 pontos.

A Grécia anunciará novas medidas para reduzir seu déficit público quando concluírem as atuais negociações em Atenas com uma missão conjunta da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI), a quem pediu, na sexta-feira passada, para ativar programa de ajuda.

Para Luiz Roberto Monteiro, assessor de investimentos da Corretora Souza Barros, apesar da aparente melhora no quadro, os próximos dias serão decisivos para a solução dos problemas. "Em um primeiro momento, os movimentos trouxeram calma para a Europa. No entanto, precisaremos ver como será feita a ajuda e quais serão as condições para a Grécia receber esse dinheiro", ponderou.

Por sua vez, o rendimento das obrigações gregas a 10 anos superou 9% pela primeira vez desde a entrada do país na zona euro em 2001. Na opinião de Monteiro, o dado positivo não amenizou a situação do país. "A captação de dinheiro via mercado está descartada, apesar da Grécia querer pagar compromissos de curto prazo com os recursos, não conseguiu captar valores suficientes para liquidar estas contas. Sendo assim, o pedido de ajuda foi inevitável", completou.

Ao longo da semana serão divulgados diversos indicadores econômicos do velho continente, como a confiança da indústria e nos negócios e a taxa de desemprego.

(Humberto Domiciano - Agência IN)