Federer e Nadal podem fazer semi em Roma; Bellucci dá sorte

Portal Terra

DA REDAÇÃO - Acostumados a realizar decisões de torneios profissionais, Roger Federer e Rafael Nadal podem se encontrar já nas semifinais do Masters 1000 de Roma, que começa na segunda-feira. Após sorteio realizado neste sábado, os rivais deram azar e caíram do mesmo lado da chave. Já o brasileiro Thomaz Bellucci, com sorte, estreará contra um tenista oriundo do qualificatório e pode encontrar Novak Djokovic nas oitavas de final.

» Após pneu de Ferrer, Bellucci lamenta vacilo no primeiro set

» Henin quebra o dedo e desiste das partidas de simples

» Soderling arrasa e busca final contra algoz de Tsonga

» Ferrer domina, dá "pneu" e despacha Bellucci em Barcelona

Federer e Nadal já se enfrentaram 20 vezes pela ATP - apenas em quatro o confronto não ocorreu na final. À exceção da Masters Cup, evento cuja primeira fase é disputada em grupos, eles não fazem uma partida de semifinal desde 2005, quando o espanhol levou a melhor em Roland Garros.

No saibro de Roma, o suíço abre a campanha contra o letão Ernests Gulbis ou o cipriota Marcos Baghdatis e tem como possível adversário nas quartas os croatas Marin Cilic e Ivan Ljubicic e o espanhol Nicolás Almagro.

Já Nadal, que buscará defender o título na Itália, enfrenta primeiro o vencedor do jogo entre o alemão Philipp Kohlschreiber e o uruguaio Pablo Cuevas. Nas oitavas de final, pode pegar o argentino Juan Mónaco e na sequência rever o sueco Robin Soderling, único atleta que conseguiu batê-lo em Roland Garros.

O espanhol caiu na mesma chave de Federer porque virou o terceiro colocado do ranking, atrás de Novak Djokovic. O sérvio abre a campanha diante do sérvio Janko Tipsarevic ou do francês Jeremy Chardy. Confirmando o favoritismo, pode encontrar Thomaz Bellucci nas oitavas.

Para chegar lá, Bellucci precisa passar por um adversário a ser definido pelo qualificatório. Com sorte, seu eventual oponente na sequência não seria tão difícil no saibro: o americano John Isner ou o argentino Horacio Zeballos.

Se os pré-classificados confirmarem os prognósticos, Djokovic enfrentará Fernando Verdasco nas quartas de final, repetindo o embate vencido pelo espanhol no Masters 1000 de Monte Carlo, há uma semana.

Na parte de cima desse lado da chave, destaque para o escocês Andy Murray, que espera o ganhador do confronto italiano entre Andreas Seppi e Favio Fognini, e o francês Jo-Wilfried Tsonga, que pega o sérvio Viktor Troicki ou o holandês Thiemo de Bakker. Este foi exatamente o tenista que eliminou Tsonga nesta sexta-feira no ATP 500 de Barcelona.