Vendas de imóveis surpreendem e Wall Street fecha em alta

SÃO PAULO, 23 de abril de 2010 - Após semana conturbada, os investidores em Wall Street receberam com bastante otimismo os indicadores internos dos Estados Unidos, encerrando a sessão desta sexta-feira em terreno positivo. Ao final do pregão, em Nova York, o índice Dow Jones Industrial Average subiu 0,61%, aos 11.202 pontos. O S&P 500 ganhou 0,71%, aos 1.217 pontos. E na bolsa eletrônica, o índice composto Nasdaq teve alta de 0,44%, aos 2.530 pontos.

Os agentes melhoram o otimismo com relação à economia norte-americana após o Departamento do Comércio ter apresentando número bem acima do esperado das vendas de novos imóveis, apontando o maior crescimento na série histórica anual dos últimos cinco anos.

Em março deste ano, houve expansão de 26,9% nas negociações de imóveis novos, na comparação com o mês anterior, registrando vendas de 411 mil unidades, ante 324 mil em fevereiro.

"Os dados apresentados impulsionaram os negócios do dia por que vieram muito além do esperado pelos analistas, sugerindo que os grandes problemas econômicos nos Estados Unidos estejam chegando ao fim", afirmou Roberto Alem, economista da M2 Investimentos.

Por sua vez, os novos pedidos de bens duráveis às indústrias dos Estados Unidos registraram valor menor que o consenso do mercado, entretanto, o economista aponta que "mesmo abaixo das expectativas, o resultado veio positivo, o que nesse momento da economia norte-americana já é um bom sinal".

As preocupações sobre as finanças da Grécia permearam as negociações, finalmente, de forma positiva. Embora Atenas tenha oficialmente requisitado ajuda aos órgãos financeiros da União Europeia e ao Fundo Monetário Internacional, os traders encararam o fim do imbróglio grego com otimismo.

De acordo com Roberto Alem, "no mix total, requisitar ajuda formal termina com a indecisão na mente dos investidores - que não gostam de se sentir receosos - e coloca praticamente um fim nas questões envolvendo a solvência da Grécia", reiterando que, neste momento, pedir ajuda afasta o fantasma do default.

No âmbito corporativo, os balanços apresentados durante a sexta-feira vieram piores do que as expectativas dos analistas, no entanto, os outros resultados ao longo da semana sinalizaram melhorias.

(Sérgio Vieira - Agência IN)