Toyota vai fazer um recall no Brasil

Jornal do Brasil

RIO - A montadora japonesa Toyota assumiu o compromisso de fazer o recall de 110 mil veículos do modelo Corolla após reunião com o Grupo de Estudos Permanentes de Acidentes de Consumo (Gepac), em razão das notícias de acidentes envolvendo o modelo. A venda deste modelo estava suspensa em Minas Gerais desde quinta-feira, depois de nove acidentes no país por problemas de aceleração repentina do veículo.

A convocação visa a resguardar a saúde e a segurança dos consumidores brasileiros. O recall será informado pela empresa aos consumidores nos próximos dias.

O resultado da reunião foi satisfatório, já que mostrou a força da união dos órgãos de defesa do consumidor, que conseguiram garantir a preservação da segurança dos motoristas ressaltou Roberto Pfeiffer, diretor-executivo da Fundação Procon-SP, que faz parte do Gepac.

Segundo nota do Procon-SP, assim que foi divulgada a notícia de recall nos Estados Unidos, em janeiro deste ano, foi instaurada um averiguação sobre o caso, em conjunto com o grupo.

O órgão continua monitorando a conduta da empresa e, caso constate algum desrespeito ao recall, bem como outro problema que possa causar prejuízo aos consumidores, não hesitará em autuá-la , diz em nota.

Multa recorde nos EUA

Nos Estados Unidos, a montadora vai pagar multa recorde de US$ 16,375 milhões, imposta pelas autoridades americanas por não ter informado no tempo correto as falhas no pedal do acelerador de vários modelos.

No início do mês, o Departamento de Transportes dos Estados Unidos anunciou que buscava a máxima pena civil de US$ 16,375 milhões contra a Toyota, depois que a montadora não informou os problemas de segurança a tempo.

A Toyota não informou sobre os problemas nos aceleradores dos carros até pelo menos quatro meses depois de detectado o problema, apesar de conhecer o risco potencial aos consumidores afirmou, no início da semana, nota da Administração Nacional de Rodovias (NHTSA, na sigla em inglês).

A Toyota anunciou um recall de 2,3 milhões de carros nos Estados Unidos pelo problema no pedal do acelerador. Em todo o mundo o número supera 8 milhões por problemas diversos, entre eles o do acelerador, que permanecia acionado e aumentava a velocidade dos carros de forma descontrolada.

O secretário americano dos Transportes, Ray LaHood, anunciou em março a mobilização da comunidade científica, incluindo engenheiros da Nasa, para determinar a origem das acelerações súbitas e descontroladas de carros da Toyota.

Estamos determinados a solucionar o problema das acelerações descontroladas indicou em comunicado divulgado no site do Departamento de Transportes.

A Academia Nacional Americana de Ciências, organismo independente com os melhores especialistas científicos, examinará o caso das acelerações descontroladas e dos sistemas eletrônicos dos veículos em toda a indústria automobilística.

Ford faz convocação

A Ford anunciou ontem recall de 33.256 veículos por problema no sistema de reclinação dos bancos dianteiros em parte dos modelos 2010 dos sedans Fusion e Mercury Milan, e em muitos carros dos modelos Explorer, Explorer Sport Trac e Mercury Mountaineer.

Com agências