Taxa de cheques devolvidos no 1º trimestre é a menor desde 2005

Portal Terra

SÃO PAULO - A inadimplência com cheques no primeiro trimestre de 2010 atingiu 1,92%, com 5,4 milhões de cheques devolvidos no período, menor percentual registrado nos três primeiros meses do ano desde 2005, quando a taxa foi de 1,74%, informou a Serasa Experian nesta sexta-feira.

A entidade estimou em 281 milhões o número de cheques compensados, e o valor médio das dívidas foi de R$ 1.191,26.

Em março, foram devolvidos 2.119.601 cheques (2,04%), ante 2.754.916 no mesmo mês de 2009, com variação de 2,46%, e de 1.607.491 ante fevereiro deste ano (1,85%).

Segundo a Serasa, a tendência é de que a inadimplência continue caindo neste primeiro semestre, com o cenário de expansão da economia e de geração de emprego no país. Mas a previsão para o segundo semestre é de alta do número de cheques devolvidos, devido ao maior endividamento da população, afirmou a entidade em nota.

O Amapá continua liderando o ranking dos estados com maior inadimplência, com 13,95% de cheques devolvidos em março, ante 13,59% em fevereiro, segundo dados da pesquisa.

Já o estado de São Paulo teve o menor índice pelo terceiro mês seguido, de 1,68%, ante 1,41% em fevereiro. Roraima foi único estado que apresentou queda no índice, de 10,15% em fevereiro para 8,79% em março deste ano.

Assim, a região Norte do Brasil concentra o maior índice de cheques devolvidos (4,63%), e o Sudeste o menor, com 1,68%, taxas mais altas que o registrado em fevereiro, de 4,39% e 1,53%, respectivamente.