Standard & Poor´s reafirma ratings de subsidiária da Fibria

SÃO PAULO, 23 de abril de 2010 - A Standard & Poor's reafirmou os ratings (incluindo os ratings de crédito corporativo com perspectiva positiva) atribuídos à Fibria Celulose. Ao mesmo tempo, a agência de notação, atribuiu o rating "BB" à futura emissão de notas senior unsecured a ser realizada pela subsidiária integral da Fibria, a Fibria Overseas Finance.

A reafirmação dos ratings incorpora a melhora significativa nos preços da celulose de mercado nos últimos meses e a gestão contínua de passivos financeiros por parte da empresa. No entanto, dada a elevada alavancagem financeira da empresa e considerando-se os vencimentos de dívida relevantes em 2010, ao que se soma a natureza bastante volátil dos preços da celulose de mercado, a Standard & Poor's acredita que as evidências da redução do endividamento e a confirmação da tendência de mercado sejam importantes fatores para a elevação nos ratings.

O ambiente de mercado favorável reflete as tendências seculares - incluindo a forte demanda na China por fibra curta - e a interrupção temporária da produção no Chile, na Finlândia e na Suécia que resultaram em declínio nos estoques mundiais.

De acordo com a empresa, acredita-se que essas tendências provavelmente manterão os preços da celulose de mercado em níveis substancialmente acima daqueles originalmente incorporados nas projeções anteriores, de tal forma que a Fibria será capaz de acelerar o ritmo de fortalecimento de seu perfil financeiro, o que poderia levar a elevação em seus ratings nos próximos trimestres.

Na visão geral da agência de classificação de risco, o perfil de negócios da Fibria é satisfatório, em virtude de sua posição de custo bastante competitiva, do porte de classe mundial das suas operações e economias de escalas, e da forte posição de mercado no setor de celulose de eucalipto.

Portanto, espera-se que a Fibria apresente rentabilidade e fluxos de caixa mais estáveis e mais fortes do que os de seus pares globais. Os fundamentos para o principal mercado da Fibria são positivos, especialmente por causa da forte demanda na Ásia, da recuperação na Europa e da limitada expansão da oferta nos próximos anos. Isso deverá permitir que os preços permaneçam firmes, apesar da Standard & Poor's apresentar posicionamento conservador, em nosso cenário base, preços declinantes.

De fato, a Fibria permanecerá exposta à volatilidade nos preços da celulose, o que afeta significativamente seus fluxos de caixa.

(Redação - Agência IN)