Inadimplência é a menor desde 2005

Jornal do Brasil

BRASÍLIA - A inadimplência com cheques representou 1,92% nos três primeiros meses deste ano o menor patamar para um primeiro trimestre desde 2005, quando a taxa foi de 1,74% informou estudo da Serasa Experian.

De janeiro a março, foram contabilizados 281 milhões de cheques compensados e 5,4 milhões de devoluções. O valor médio das dívidas com cheques foi de R$ 1.191,26.

Em março, foram devolvidos 2.119.601 cheques, representando uma inadimplência de 2,04%, ligeiramente ainda acima dos patamares de janeiro e fevereiro deste ano.

Com este crescimento econômico, a perspectiva é de que a inadimplência com cheques continue caindo, sobretudo nas comparações com o 1º semestre de 2009 , diz a Serasa em nota.

Porém, os indicadores apontam para o crescimento da inadimplência no segundo semestre, decorrente do maior endividamento da população.

Com agências