Aquisição do Banco Patagônia não altera rating do BB, diz S&P

SÃO PAULO, 23 de abril de 2010 - A Standard & Poor's disse nesta sexta-feira que o anúncio feito pelo Banco do Brasil (BBB-/Estável) de que assinou acordo de compra e venda para adquirir o controle do banco argentino Patagonia (B-/Estável) não impactará os ratings do Banco do Brasil. Atualmente, de acordo com a agência de classificação de risco, o Banco Patagonia é o sexto maior banco da Argentina, com US$ 2,6 bilhões de ativos, que correspondiam a cerca de 0,6% do volume total de ativos do Banco do Brasil em dezembro de 2009. O valor da aquisição de 51% do capital votante foi definido em US$ 479,7 milhões.

O acordo ainda está sujeito à aprovação dos órgãos reguladores na Argentina e no Brasil e também à Assembleia Geral de Acionistas do Banco do Brasil. A aquisição visa principalmente ampliar a parceria com empresas brasileiras e argentinas, diversificar o portfólio de produtos e serviços do Banco Patagonia e expandir sua carteira de crédito, principalmente com empresas brasileiras que atuam na Argentina.

(Redação - Agência IN)