FMI eleva projeção de crescimento da economia brasileira

Luana Lourenço, Agência Brasil

BRASÍLIA - O Fundo Monetário Internacional (FMI) elevou a projeção de crescimento do Brasil em 2010 e 2011. Em relatório lançado hoje (19), o FMI estima crescimento de 5,5% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2010, um aumento de 0,8 ponto percentual em relação à previsão feita em janeiro, de 4,7%.

O fundo também reavaliou a projeção para 2011. Na análise anterior, a previsão era de que o Brasil chegaria a um crescimento de 3,7%. A nova estimativa aponta aumento de 4,1% no PIB. De acordo com o relatório World Economic Outlook, o crescimento brasileiro será consequência do forte consumo interno e do investimento privado.

O crescimento global também foi recalculado e deve chegar a 4,2%, 0,3 ponto percentual mais otimista que a previsão de janeiro. Segundo o FMI, a economia global está se recuperando da crise melhor que o esperado. Em grande parte, de acordo com o relatório, porque as maiores economias emergentes como o Brasil, a Índia e a China mantiveram crescimento e atraíram fluxo de capital das grandes economias.

Apesar dos avanços, o FMI alerta para o risco de superaquecimento das economias e recomenda cautela com a manutenção de políticas de estímulo, que podem levar a pressões inflacionárias.

A orientação do fundo é que as políticas monetárias fiquem cada vez mais neutras. Segundo o relatório, o Brasil está mais próximo de uma política monetária desse tipo que países como Colômbia e México.