Consórcio liderado pela Chesf vence leilão de Belo Monte

Sabrina Craide, Agência Brasil

BRASÍLIA - O consórcio Norte Energia, liderado pela Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), subsidiária da Eletrobrás, com participação da Queiroz Galvão, Gaia Energia e outras seis empresas, foi o vencedor do leilão da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, que terminou agora há pouco na sede da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O grupo apresentou a menor oferta pelo megawatt-hora da usina: R$ 77,97. O valor corresponde a um deságio de 6,02% em relação ao preço-teto definido pelo Ministério de Minas e Energia (R$ 83,00 por MWh).

O deságio foi menor do que o verificado nos leilões das hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, que serão construídas no Rio Madeira (RO). No leilão de Santo Antônio, em 2007, o consórcio vencedor liderado pelas empresas Odebrecht e Furnas ofereceu um deságio de 35% em relação ao preço-teto de R$ 122/MWh. Já no leilão de Jirau, o grupo comandado pela Suez ofereceu deságio de 21,6% sobre o preço de R$ 91/MWh previsto no edital.